quinta-feira, 19 de agosto de 2010

A WEB 2.0

 Marketing, a publicidade e o jornalismo mudaram muito com a 2.0. E agora as empresas não fazem apenas a comunicaçaõ, elas interagem .Nesse novo contexto o marketing serve para agir, fazer, e o cliente só paga se obtever resultados - então o conceito de ficar dentro da internet só para não ficar de fora da mídia, é furada. A ação “on-line” deve trazer também retorno das ações investidas.Afinal, do que vale a  empresa ter  perfil no Orkut, conta no Twitter ,se não trás resultados positivos?

A publicidade cedeu lugar para as campanhas pagas, ou seja, você recebe o que quer. Essas são algumas maneiras de fazer acontecer dentro das organizações, atráves da Web 2.0. O jornalismo, por sua vez, foi pontecializado com a popularização da web 2.0. ( WEB 2.0 foi também responsável pelo surgimento de cross- media, que une internet com outras mídias). Antes eu tinha um mero leitor, hoje tenho um cidadão envolvido na publicação e edição de conteúdos. A exemplo temos o site UOL e do TWITTER. Tudo isso, transformou-se em algo tão comum,visto por umas pessoas, e questionados por outras, em : Jornalismo Participativo, Cidadão ou apenas Jornalismo Open- Source.

Para saber muito mais sobre a Web 2.0 a escola de Comunicaçaõ oferece curso on-line de “ Assessoria Digital – Evoluindo do Release para a Web 2.0” o ministrante do curso será o assessor de imprensa Rodrigo Capella e abordará os seguintes itens: O que é e como funciona o Display Text? Como se comunicar por MSN e SMS? Como agregar valor aos e-mails enviados aos colegas de redação? Como escrever para podcast, blogs, sites e portais? Entre outras questões que serão respondidas e apresentará os conhecimentos necessários para você aprimorar textos e mensagens.








Telefone: (11) 3897-0860



Um comentário:

  1. Estive já por aqui e cá estou outra vez. Belo espaço para as letras, para a poesia, para o pensamento... para tornarmos mais claros nossos caminhos! Ao mesmo tempo em que te mobilizo para removermos este triste índice de 2 livros/ano por leitor brasileiro (na Argentina são dezoito livros/ano),
    te convido a conhecer meus romances. Em meu blog, três deles estão disponíveis inclusive para serem baixados “de grátis”, em formato PDF.
    Um grande abraço e boa leitura!

    ResponderExcluir